O Valuation em casos de herança e divórcio

Como o valuation ajuda na partilha dos bens

Quando há bens envolvidos nos processos de herança e divórcio, o valuation é a ferramenta que auxilia nas definições de partilha. Lançar mão dessa técnica é uma forma de estabelecer parâmetros justos na hora da divisão.

Valuation para heranças

Nos casos de herança, quando há imóveis e empresas que precisam ser partilhados, é necessário que se faça uma avaliação dos valores desses bens para que se tenha uma partilha equilibrada entre os herdeiros.

O valuation é utilizado quando não há testamento que defina quais bens vão para cada beneficiário. Quando essa informação não é deixada pelo proprietário, a lei diz que sejam feitas as repartições igualitárias entre os herdeiros. Desta forma o valuation serve como base de divisão.

Essa decisão parece um tanto óbvia, mas na prática, quando alguém morre, esse é uma questão bastante sensível. Na maioria das vezes não se tem o valor de imóveis e empresas deixadas. É muito importante que se faça uma avaliação aprofundada e técnica para solucionar esse tipo de questão” ressalta.

O processo de valuation também é útil para definir a divisão mesmo quando o dono do patrimônio decide planejar a sua sucessão. Nestes casos o proprietário toma as decisões sobre a forma de divisão entre os herdeiros.

Valuation para divórcio

O valuation também é bastante utilizado em casos de divórcio. Nestas situações, quando se faz necessário partilha de bens do casal, é preciso que se avalie o valor para que se faça uma divisão equilibrada.

Uma avaliação consistente nos dois casos auxilia a família para tomada de decisão acertada e minimiza divergências no momento delicado para as partes.